Problemas de coluna

É bastante irónico que ontem à noite eu me tenha visto numa posição ridícula por causa de problemas na coluna e hoje tenha sido despedido por problemas na coluna, mesmo que os da primeira situação sejam reais e os da segunda sejam metafóricos. Fui jogar à bola ontem de manhã e fiquei aflito das costas,… Continue a ler Problemas de coluna

Escrever o quê?

Passa-se o seguinte: ando a ler pouco, muito pouco; não tenho visto filmes, não tenho visto nada. Tenho andado a escrever algumas coisas, mas tão pouco que me envergonho. Escrevi oito versões de um texto que ocupa um quarto de página. Dei voltas e voltas até chegar a qualquer coisa para que pudesse olhar e… Continue a ler Escrever o quê?

Qualquer coisa que a realidade nos nega

Ontem, num acto que podia apelidar de irreflectido não fosse o facto de ter sido reflectido tendo em conta as suas consequências, decidi que ia ver o Synecdoche, New York, de Charlie Kaufman, protagonizado pelo Philip Seymour Hoffman. Podia apelidar o acto de irreflectido porque eram três da manhã e hoje tinha (tive) de acordar… Continue a ler Qualquer coisa que a realidade nos nega

Maior do que o ecrã gigante

Há pessoas que não deviam morrer, apesar de poderem morrer, por tudo o que nos deixam. É uma espécie de egoísmo querermos que estejam sempre vivos, para que nos tragam arrebatamento e magia, para que os admiremos e os julguemos seres superiores, inalcançáveis, porque fazem coisas que nós, comuns mortais, somos incapazes de fazer. Quando… Continue a ler Maior do que o ecrã gigante

Cabeça falante

Nos últimos tempos, tenho ouvido de várias pessoas comentários acerca da minha incapacidade para expressar emoções. Algumas dessas pessoas acreditam mesmo que não sinto emoções, que tudo para mim são experiências superficiais, vividas com a ligeireza de quem não quer ou não ousa ou não consegue mergulhar. Há quem mo diga a sério, com o… Continue a ler Cabeça falante

Escrever este post é não estar a escrever a história de que este post fala

Apetece-me escrever e não me apetece escrever. Tenho uma história na cabeça que começou a desenhar-se de forma completamente aleatória, motivada por um divertimento absurdo. A personagem principal é um escritor cujo nome é um anagrama do meu. O título da história é um anagrama do nome do escritor e não sei ainda o que… Continue a ler Escrever este post é não estar a escrever a história de que este post fala

Published
Categorized as Escrita